Pra comer, Ctrl+P!

Pensando em digitalizar a comida, 

Marcelo Coelho projetou uma impressora de alimentos. A idéia engenhosa pode parecer pretensiosa de mais, mas é revigorante ver propostas como essa saindo do papel. Saiba de mais  lendo a matéria abaixo retirada do Útimo Segundo.


Quando foi morar nos Estados Unidos, Marcelo Coelho ficou impressionado com a quantidade de milho usado nos alimentos industrializados. “Tem milho até no suco de laranja vendido no supermercado”, diz Coelho, de 29 anos de idade. Inconformado com a quantidade de calorias oferecidas a cada refeição, o jovem pesquisador resolveu estudar um jeito de melhorar a forma como as pessoas se alimentam. O resultado é uma novidade apresentada pelo Massachussetts Institute of Technology (MIT) no início do ano: a impressora de alimentos. “A ideia de digitalizar a culinária é oferecer mais informações sobre os alimentos”, disse Coelho ao iG em entrevista por telefone do seu laboratório no MIT em Cambridge, nos Estados Unidos. “Essa ainda é uma atividade muito analógica.”

Entenda como funciona a impressora de alimentos



A perspectiva de ter a refeição feita por uma impressora de alimentos pode soar estranha para a maioria das pessoas. Para quem não tem tempo de cozinhar, a promessa é, com o perdão do trocadilho, um prato cheio. Ao fim do expediente, basta abrir um programa de computador que funciona como um cardápio virtual e escolher o jantar. A receita do prato selecionado é enviada para uma impressora e, ao chegar em casa, não é preciso perder tempo na frente do fogão. O jantar está pronto para ser servido (veja como a impressora funciona no link acima).



Montar e desmontar câmeras

Inventar objetos sem sempre foi a primeira opção de vida para Coelho. Em 1998, ele decidiu sair de Campinas, sua cidade natal no interior paulista, para estudar cinema na Universidade de São Paulo (USP). Um ano e meio depois, foi fazer um intercâmbio na Universidade Concórdia, em Montreal, no Canadá, onde seguiu estudando cinema antes de perceber que aquela não era bem a sua praia. “Estava mais interessado em montar e desmontar câmeras do que fazer filmes”, disse. Em crise, Coelho resolveu continuar em Montreal, mas mudou de curso. Em 2002, matriculou-se na faculdade de Arte e Computação.

Foi na nova universidade que conheceu uma pessoa que influenciaria para sempre sua vida: a professora de design Joanna Berzowska, com que foi trabalhar há cinco anos. Joanna focava suas pesquisas em tecidos inteligentes que mudam de cor de acordo com a temperatura ambiente. Coelho gostou do assunto e, de lá para cá, nunca mais deixou os laboratórios. Antes da Cornucópia, que criou ao lado do israelense Amit Zoran, o brasileiro desenvolveu objetos que mudam de forma. A que mais gosta é a Shutters, uma cortina cujas abas mudam de um lado para o outro para facilitar o fluxo de luz e de ar (veja outras criações de Coelho na galeria de fotos). Depois de um ano e mais de US$ 10 mil investidos, a novidade chamou a atenção de uma fabricante americana de brinquedos.

Deixar a comida pronta na hora programada não é a única função da Cornucópia, cujo nome foi inspirado no chifre que representa a fertilidade, a riqueza e a abundância na mitologia greco-romana. Ela também vai ajudar a preparar pratos mais saudáveis. Na tela sensível ao toque, será possível escolher a quantidade de alguns ingredientes usados na preparação do prato. A precisão será tamanha que permitirá estabelecer até mesmo o número de calorias e quantidade de carboidratos em cada refeição.

Ainda é cedo para falar que tipos de alimentos a Cornucópia será capaz de fazer. O cardápio de receitas só deve sair nos próximos dois anos, quando a impressora ficar pronta. Mas Coelho está animado com os resultados. “Fizemos testes com alguns ingredientes e ficou com gosto de comida feita em casa”, afirmou. Se a Cornucópia der certo, ele pretende montar uma empresa para comercializar o mais novo utensílio de cozinha. Caso contrário, vai voltar para o mundo das pesquisas. “Sempre tenho dez projetos acontecendo ao mesmo tempo”, afirmou. “No mundo das pesquisas, é bom não apostar tudo numa coisa só”.

Anúncios

Sobre ravibellardi

English EcoDesign Master student in PoliTo - Politecnico di Torino - Turin, Italy. In a double-degree agreement between PoliTo and the University of Minas Gerais, Brazil. In Brazil, took part in projects like "Design e integração competitiva do território - Estrada Real". This project is a government initiative in order to use the Design approach in order to bring value regarding specific aspects of the State of Minas Gerais in Brazil. The territory context is the Estrada Real. Also worked in the University of Minas Gerais' Research Center of Theory, Culture and Design in projects related to the use of Design in cultural aspects of the State of Minas Gerais aiming to enhance products related to the Food Sector. Portugês Graduando no curso Master em EcoDesign pelo Politécnico de Turim, Itália (Polito). Bolsista dentro do acordo de dupla titulação entre a Universidade do Estado de Minas Gerais e o Politecnico di Torino com apoio da FAPEMIG. Atuou como bolsista do Projeto "Design e integração competitiva do território - Estrada Real", projeto do Centro Minas Design em parceria com o Polito. Ravi Bellardi também é atuante no desenvolvimento do projeto Estudo de Aspectos Culturais de Minas Gerais Visando à Valorização de Produtos Relacionados ao Setor Alimentício Através do Design com financiamento da FAPEMIG e apoio da UEMG. Ravi Bellardi desenvolve trabalhos tanto de caráter acadêmico, quanto de caráter de extensão com a orientação da Profa. Dra. Lia Krucken juntamente ao Centro de Teoria, Pesquisa & Cultura em Design da Escola de Design da Universidade do Estado de Minas Gerais.
Esta entrada foi publicada em curioso, Designer, Designers, Eletrodoméstico, Multi, Profissional, Utensílio com as etiquetas , , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s